Páginas

terça-feira, 7 de junho de 2011

"De toda a minha literatura, você é a minha melhor página."



Estou pensando em um monte de coisas bacanas, mas está tudo bagunçado e não estou conseguindo escrever nada. Já é tarde, a filosofia está consumindo minhas ideias e, embora também queira dormir, ainda terei que ficar acordada por mais um tempo. Só passei aqui para fugir um pouco das minha obrigações. 
Vou deixar a Martha Medeiros falar um pouco por mim...

"Mas ele sabe que tenho algo diferente e que é legal ser adorado por uma garota que tem algo de diferente."

"A desculpa é esfarrapada mas é legítima."

"A carne é fraca, mas você tem que ser forte, é o que recomendam todos. (...) Se conseguir, bravo: terá as rédeas de seu destino na mão. Mas se não der certo, console-se. Criaturas que derretem-se, entregam-se, consomem-se e não sabem negar-se costumam trazer um sorriso enigmático nos lábios. Alguma recompensa há de ter."

"Viver tem que ser perturbador, é preciso que nossos anjos e demônios sejam despertados, e com eles sua raiva, seu orgulho, seu asco, sua adoraçao ou seu desprezo. O que não faz você mover um músculo, o que não faz você estremecer, suar, desatinar, não merece fazer parte da sua biografia."

"Mal te vi, já me fiz malandra..."

"Desatar os nós que enlaçam atos e motivos. Fazer as coisas por impulso. Por quê? Porque às vezes é bom a gente mostrar pra si mesmo quem é que manda aqui."

"Mas agora que estou aqui, preciso que você saiba que cada música que toca é com você que ouço, cada palavra que leio é com você que reparto, cada deslumbramento que tenho é com você que sinto. Você está entranhado no que sou, virou parte da minha história."

Nenhum comentário:

Postar um comentário