Páginas

domingo, 17 de abril de 2011

Amor que liberta

Yoko e John

Há tempos eu tinha dito que aquilo era tudo e nunca mais. Desejei jamais te ver outra vez. Não ouvir mais sua voz no meu ouvido e nem permitir que suas mãos tocassem as minhas. Pensei que essa história tinha acabado ali e ponto, mas não, não tinha acabado. Talvez aquilo fosse apenas o começo.
Para mim, era tudo absurdo e sem sentido. Era tudo um grande erro. Contraditoriamente, era um erro bom, daqueles que você se orgulha de ter cometido. Era diferente e, apesar do medo, o diferente me seduz. 
Aos poucos fui te descobrindo e, talvez nisso, tenha descoberto algumas coisas sobre mim mesma. 
Descobri que o amor não é um comercial de margarina, que não é perfeito e correto, mas que ainda assim é bom. Ah... o amor é uma deliciosa incerteza!
Decidi desrespeitar as convenções e fazer tudo do meu jeito, do nosso jeito, para nosso deleite.
Se aos olhos dos outros está tudo errado, dane-se. O que importa é como os meus olhos enxergam os seus. 
Se ninguém entende, paciência. Sinceramente, eu mesma não quero entender. 
E foi me prendendo em seus braços, em seus gestos e em seus beijos, que me libertei de idealismos, de expectativas e de ilusões.
Aprendi a não tornar-te escravo do meu amor, a não te (me) sufocar. Sobretudo, aprendi a respeitar a liberdade, a nossa liberdade. Quero o amor que liberta, o amor que faz crescer. Quero te deixar livre para ir onde quiser e, se em alguns momentos estivermos juntos, que a caminhada seja mais agradável.

PS: "Algumas coisas, por mais impossíveis e malucas que pareçam, a gente sabe, bem no fundo, que foram feitas pra um dia dar certo" (Caio F. de Abreu).

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Se quiser


Bem me quer
Mal me quer
O que quiser

Tanto faz
Mas me queira

Queira sempre
Queira inteira
Se quiser

PS: "Se você quiser, eu vou te dar um amor desses de cinema!" (Vanessa da Mata)

domingo, 10 de abril de 2011

Coisas de Carmen e Little Sisters no Jornal da Cidade 10/04/2011


Coisas de Carmen, Little Sisters e páginas de mais quatro blogueiras jundiaienses foram destaques no Jornal da Cidade neste domingo.

A reportagem, feita por Renata Perre, traz as experiências de cinco mulheres jundiaienses como blogueiras. Os blogs participantes são Dia de Estilo (www.diadeestilo.com.br), de Dani Schiavo; o Overdose de Cultura (www.overdosedecultura.blogspot.com), de Valéria Ballas (que pude conhecer na reunião do Cidadonos, sábado!); o Parto Natural (www.partonatural.jundiai.blogspot.com) e Gerar e Nascer (www.gerarenascer.blogspot.com), de Thiana Andreotti Ferrarezi; e o de Renata Iacovino - www.reiacovino.blog.uol.com.br.
Que bom conhecer outras 'blogueiras' da cidade, fico muito feliz. Parabéns pelos blogs! Quem sabe um dia não organizamos um café para trocarmos algumas figurinhas?

PS: E não diga que a batalha está perdida, se é de batalhas que se vive a vida” (Raul Seixas).

domingo, 3 de abril de 2011

Marlon Brando 8.7

A clássica foto no filme "O Selvagem", em 1954.

Marlon Brando completaria hoje 87 anos. O ator, imortalizado nas telas do cinema, faleceu aos 80 anos em 2004. Assim como James Dean, sua imagem como motoqueiro vestindo jaqueta  de couro tornou-se um símbolo da rebeldia dos anos 50 e 60.
Vale a pena conferir "Sindicato de Ladrões", "Uma Rua Chamada Pecado", "O Selvagem" e "O Poderoso Chefão". Parabéns!