Páginas

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Desencontro


Todos os dias, o mesmo caminho
Pensamentos soltos a me perturbar
Flores na esquina, espero o sinal abrir
E faço uma prece para te encontrar

Coisa do destino ou ironia dessa vida
Meus olhos duvidam do que estão a mirar
Parece que minha prece foi atendida
Mas, infelizmente, eu não posso parar

E continuarei a pedir, todos os dias
Meu Deus do céu, para te encontrar
Fazer-te parte da minha rotina
Mas acho que eu não sei rezar...

PS: "A vida é a arte do encontro, embora haja tanto desencontro pela vida" (Vinicius de Moraes).

Nenhum comentário:

Postar um comentário