Páginas

domingo, 28 de novembro de 2010

And the dream continues...


Pense no que seria um dos melhores dias de sua vida: sol, final de semana,  óculos escuros, chapéu, sombra e água fresca... Não! Era um dia totalmente ao contrário disso, um dia que tinha tudo para dar errado: uma segunda-feira, trânsito, chuva, capa, cabelo totalmente despenteado, roupa molhada. Mas teve Paul McCartney, e ele fez toda a diferença.

Simplesmente foi o melhor show que já fui e, tenho certeza que será por toda a vida.
Nesse dia conheci as pessoas com quem eu estava organizando a excursão, todos muito bacanas, demos bastante risada e tenho certeza de que ficaram satisfeitos com a apresentação tanto quanto eu.
Chegamos ao Morumbi por volta de umas 16h e começou a chover.  Como costumo dizer "Até parece que seria fácil...". Eu e minha mãe estávamos resistindo, mas tivemos que comprar a bendita capa de chuva feita com um plástico que, praticamente, não nos protegia, só criava a ilusão de que estava nos protegendo, na verdade era só para não nos molharmos diretamente.
Na fila também foi uma comédia, conhecemos uma tia e uma sobrinha que vieram de BH, o pessoal da frente também era muito animado, tinha uma menina com uma tatuagem "all you need is love" nas costas, gente cantando música dos Beatles, com camisetas e tudo mais, enfrentando aquele tempo chato com o maior bom humor. Minha mãe, como sempre, achou tudo o máximo, não reclamou de nada, um amor mesmo. Eu, que detesto me molhar, como muita gente sabe, nesse dia nem achei tão ruim ficar lá parada, tomando chuva. Realmente foi por uma boa causa.
Entramos por volta das 18.30h e ficamos na arquibancada laranja. Deu para ver bem, ficamos sentadas só até começar o show, comemos nossos lanchinhos... rs!
No estádio, o tempo oscilava entre uma chuvinha bem fraca e algumas tréguas.
Por volta das 21:40h já não chovia mais e, quando Paul McCartney subiu ao palco, eu realmente não acreditava no que estava vendo. Para minha felicidade, ele abriu o show com o clássico "Magical Mystery Tour", dos Beatles. Fantástico!
Durante todo o show eu não sabia se filmava, tirava fotos ou simplesmente curtia e não fazia nada. Se eu não estivesse com as fotos e os vídeos, não acreditaria que esse dia existiu.
As músicas foram perfeitas, incluindo as fases da carreira de Paul com The Beatles e Wings.
Obviamente, embora eu tenha ficado fascinada com todo o repertório, as músicas dos Beatles foram as que mais mexeram comigo, pois remontam lembranças, expectativas e uma série de sentimentos.
Quando ele cantou "All my loving" eu me senti a pessoa mais feliz do mundo por ver um beatle cantando uma música que  ouvi quase que a vida inteira. Em vários momentos do show meus olhos ficaram cheios de lágrimas e não dava para acreditar que tudo aquilo estava realmente acontecendo. A doçura da música "My love" que ele fez para Linda McCartney; a energia de "Higway", "Get back", "Live and let die", "Day tripper", "Back inte USSR", "Paperback writer" (quando usou a mesma guitarra utilizada na gravação da música), dentre outras; as preciosidades "I'm looking trough you" e "Two of us"; "Eleanor Rigby" que arrepia logo no começo com o coro "Ah, look at all the lonely people"; as homenagens a John e George com "Here, today" e "Something" ("I don't know, I don't know..." - maravilhosa!); as fascinantes "Yesterday" , "Let it be" e "Hey Jude"; o pedido de  paz  em "Give Peace A Chance"; a felicidade de "Ob-la-di ob-la-da" e "SGT Pepper's Lonely Hearts Club Band"... não dá para expressar tudo isso apenas com palavras. Cada música desperta um sentimento diferente, cada uma fica impressa na memória de um jeito especial. É aquele show em que você sente a música dentro de você, em que ela se torna parte do seu corpo, da sua alma. Foi uma noite inesquecível, faz uma semana que não consigo deixar de ouvir as músicas do show, enfim... foi realmente um grande, enorme, imenso presente!
A banda que acompanha McCartney é incrível, muito boa.O Paul então, dispensa comentários! Ele é lindo, super simpático, adorável, com uma energia incrível, muito bom e realmente ama o que faz. Parece que os anos não passaram para ele. "Tudo bem in the rain?", "Vocês são marrr-a-vi-lhooo-sos" (E eu respondendo "Maravilhoso é você!" e "Agorrr-a vamos emborrr-a!" (Não!!!) são frases que ficarão na minha memória.

Valeu à pena todo o esforço para comprar e retirar os ingressos, montar excursão, tomar chuva, tudo, tudo isso para ir ao show de um beatle e guardar uma lembrança mais que especial na memória e no coração.

PS: "You and I have memories/ Longer than/ the road that stretches out ahead" (The Beatles).

Nenhum comentário:

Postar um comentário